sábado, 8 de maio de 2010

Notas no tempo do tempo III

       Necessidades nos levam a obrigações às quais nos submetemos para que algumas de nossas vontades sejam realizadas conforme nossos planos. E os sacrifícios que norteiam esses compromissos é a mão de obra em troca de alguns cifrões. Dos sonhos ou não, o emprego é vital para sobrevivência. Desde pequena escuto o homem da casa dizer: “O papai vai trabalhar”. E lá se vai, mais um dia, e ao cair da noite ouve-se: “Querida, cheguei!”. 
         Pondere, uma vida de ostentação é incerta.

2 comentários:

s2...Ná...s2 disse...

Anaaaa..Você é super inteligente..Mew..Te admiro! ^^

Jornalina disse...

Que linda! São seus olhos! Admiro-te de igual modo!